Quem se previne é capaz de evitar que pequenos imprevistos virem grandes problemas.

Além de fazer a manutenção preventiva para manter a moto em ordem, andar com um kit de ferramentas para motos também pode salvar você e qualquer outro entregador (a) de vários apuros.

Por isso, caso você ainda não tenha um kit de ferramentas sempre à mão, continue lendo para descobrir quais são os itens mais úteis e por que vale a pena investir a sua grana com isso.

Preparado (a)? Bora lá!

Quais as ferramentas que não podem faltar em seu kit?

Só quem tem moto conhece o poder que um único barulhinho diferente tem de causar calafrios na espinha. Se você já passou por isso, sabe bem do que eu tô falando.

Mas o que muitos pilotos não sabem é que, em alguns casos, basta ter em mãos a ferramenta certa para apertar um parafuso aqui ou fazer um ajuste ali para que o barulhinho desapareça e a vida siga normalmente.

Por isso, veja algumas ferramentas que precisam estar a bordo na sua moto, seja qual for a ocasião, e faça suas entregas com mais tranquilidade – sem aquele medo de que tudo pare de funcionar de uma hora para outra.

Alicate

Os alicates são ferramentas para motos compactas e versáteis, e que podem quebrar um galho na vida de quem usa a moto não só como meio de transporte, mas como ganha pão.

Por isso, vale a pena investir em um modelo que seja resistente e durável, capaz de endireitar, apertar, desrosquear e segurar tanto peças da moto como fixadores, só com algumas voltinhas.

Preço médio do alicate universal: R$20

Cabos da bateria

Imagine que você está prestes a sair de casa para entregar um pedido e ao tentar ligar a moto ela simplesmente não dá um sinal de vida. Isso costuma acontecer quando o veículo está sem bateria. Nessa situação, existem 3 coisas que podem ser feitas:

1) Acionar o seguro para moto;

2) Ligar para um mecânico;

3) Fazer uma ligação direta, conhecida como “chupeta”, usando dois cabos elétricos para alta amperagem e uma bateria auxiliar.

Como nem sempre acionar o seguro ou ligar para um mecânico é a opção mais rápida, ter cabos elétricos sempre na moto pode ser a salvação para momentos como esse.

Afinal, eles são leves e quase não ocupam espaço. É só chamar um vizinho ou um amigo que também tenha moto e pronto.

Ah, não faça esse tipo de coisa se você não tiver experiência, beleza?

Preço médio dos cabos da bateria: R$25

Canivete multiuso

Quando o assunto é ferramentas para motos, a primeira preocupação é optar por itens tão compactos quando possíveis. Afinal, o espaço desse meio de transporte é limitado, e usar cada centímetro com sabedoria é o segredo do sucesso!

Por isso, a primeira ferramenta obrigatória é o canivete multiuso ou canivete suíço. Apesar desse tipo de canivete ser um pouco caro, a praticidade para carregar lâminas, alicates, chaves de fenda e até outros objetos em um único item, faz dessa uma ferramenta ideal para quem tem moto.

Quanto mais funções, mais caro tende a ser esse canivete. Então, procure por um que atenda exatamente às suas necessidades.

Preço médio do canivete multiuso: R$150, mas pode variar de acordo com os itens incluídos

Kit de reparo para pneus

Para não deixar que um simples pneu furado acabe com o seu dia, basta ter um kit de reparo para pneus sempre a bordo.

Esses kits são vendidos já montados com todas as ferramentas necessárias para tampar o furo dos pneus – cola, escareador de furo, plugs de reparo etc – e permitir que o piloto siga viagem tranquilo, sem a urgência de se dirigir ao mecânico ou borracharia imediatamente.

Preço médio do kit de reparo para pneus: R$120

Como evitar que os imprevistos apareçam?

Beleza, até aqui você já sabe que contar com um kit de ferramentas é bom, mas vale lembrar que fazer manutenção preventiva ainda é a melhor coisa a se fazer quando o assunto é evitar imprevistos.

Caetano Veloso já dizia “quando a gente gosta é claro que a gente cuida”. Então, se você gosta da sua moto e a companhia dela é imprescindível em sua vida, é preciso cuidar. Não tem outro jeito.

A parte boa dessa história é que alguns tipos de manutenção podem ser feitos por você, sem sequer precisar ir a um mecânico. Veja alguns deles:

  • Manter os pneus calibrados;
  • Fazer a lubrificação regular das correntes;
  • Verificar o estado dos cabos do freio e embreagem;
  • Fazer a troca de óleo regularmente.

Aqui no portal há um conteúdo recente só sobre dicas de manutenção da moto para não ficar na mão. Vale a pena dar uma olhada!

Sabendo de tudo isso, o próximo passo é conferir quais as ferramentas para motos que você já tem aí e quais estão faltando para deixar o seu kit completão. Afinal, nada como fazer as suas entregas com tranquilidade, não é mesmo?

TMJ!