Descubra quais as peças que merecem atenção redobrada quando o assunto é cuidar da moto.

Para garantir que nada interfira na sua rotina de entregas e, consequentemente, nos seus ganhos, é importante ter alguns cuidados com a sua maior companheira de trabalho. Por isso, hoje o assunto é peças de moto.

Existem algumas peças que se desgastam mais rápido do que outras, o que acaba exigindo trocas com maior frequência durante a manutenção. A seguir estão listadas algumas dessas peças, assim você pode tomar as medidas necessárias para mantê-las sempre em ordem.

Preparado (a)? Então, bora lá!

Cabos dos freios, da embreagem e do acelerador

Começando pelos itens certamente mais utilizados em uma moto, os cabos dos freios, embreagem e acelerador são peças de moto que podem exigir trocas frequentes.

Com o uso diário, eles acabam perdendo sua lubrificação, o que provoca o aparecimento de desfiados e até sinais de ferrugem, momento em que a troca deve ser feita.

Pastilhas dos freios

As pastilhas de freio são peças responsáveis por diminuir a velocidade da moto durante uma frenagem. Ou seja, quando elas estão precisando de uma troca, o ideal é fazer isso o quanto antes para não acabar gerando problemas ainda maiores com o sistema de disco.

O sinal mais conhecido que indica a necessidade de troca das pastilhas de freio é o ruído metálico que começa a aparecer a cada frenagem.

Custo médio das pastilhas: R$50 o jogo, mas varia conforme o modelo da moto.

Velas de ignição

Não é difícil perceber que a vela de ignição precisa ser trocada, porque geralmente o motorista pode ter problemas para ligar a moto.

As velas de ignição são responsáveis por produzir a fagulha inicial que manterá o motor em funcionamento. Por isso, sem elas todo o sistema de partida terá problemas.

Como isso pode variar de acordo com os tipos de motos, nas motos de injeção eletrônica, as velas de ignição costumam demorar para apresentar qualquer problema. Mas se a sua moto é carburada, é melhor manter olhos abertos, pois eles podem surgir com maior frequência.

Custo médio das velas: R$20, mas varia conforme o modelo da moto.

Embreagem

A embreagem de uma moto é composta por um conjunto de discos de fricção que servem para transmitir a força de rotação do motor para as rodas.

O que acontece é que, com o tempo e o uso constante da embreagem, há desgaste e até eventuais quebras dessas peças, como a deterioração do platô, cubo, disco e, em último caso, de todo o sistema. Aí não tem jeito, é preciso procurar um mecânico ou uma loja de autopeças para fazer as substituições necessárias.

Custo médio da embreagem completa: R$150, mas varia conforme o modelo da moto.

Correntes

As correntes são as peças de moto responsáveis por transmitir todo o movimento da moto da caixa de câmbio até a parte dianteira. Com o uso diário, principalmente no caso de quem faz entregas, além de perder a lubrificação, as correntes vão ganhando folga.

Se essa folga não for ajustada, sabe o que pode acontecer? Ela simplesmente pode se soltar da moto em movimento, causando até um acidente. Não é preciso dizer o quanto isso pode ser perigoso não só para o piloto, como também para os demais motoristas.

Então, já sabe, é muito importante ficar ligado(a) na situação das correntes.

Custo médio das correntes: R$70, mas varia conforme o modelo da moto.

Bateria

A bateria da moto pode durar em média três anos, isso quando nova. Mas quem costuma comprar uma moto usada, já com bateria, precisa ter atenção aos sinais para saber quando é que ela pode estar chegando ao fim. Afinal, dificilmente uma bateria para de funcionar do nada.

Pode até acontecer, mas ela costuma dar alguns sinais com antecedência. Por exemplo quando a partida elétrica gira o motor lentamente ou quando a moto começa a morrer em marcha lenta.

Nesses casos, o melhor a fazer é seguir rumo até o mecânico mais próximo para fazer a troca da bateria. Assim, você evita o risco de ser pego (a) de surpresa na hora de sair de casa para uma entrega. Já imaginou o prejuízo?

Custo médio da bateria: R$400, mas varia conforme o modelo da moto e marca da bateria.

Pneus

Apesar das trocas serem exigidas com maior intervalo, os pneus também são peças de moto que vez ou outra precisam de substituição. Afinal, com o atrito constante no asfalto, eles se desgastam e, em situações mais extremas, isso faz com que o piloto perca até mesmo o controle sobre a moto.

Para saber se chegou a hora de trocar os pneus, basta checar o indicador de desgaste presente na própria borracha. Normalmente, no caso dos pneus de moto, esse indicador fica nas laterais e indica a altura mínima para uso seguro.

Custo médio do pneu: R$200, mas varia conforme o modelo da moto.

Agora que você já sabe quais são as peças de moto que costumam ser trocadas, saiba que é possível aumentar a vida útil da maioria delas por meio da manutenção preventiva da moto. Ou seja, aquele ditado que diz “é melhor prevenir do que remediar” vale também quando o assunto é a sua moto.

Aproveite e veja também nosso conteúdo sobre filtro de ar e óleo da moto!

VLW!