Com alguns cuidados simples você pode evitar que a sua moto tenha grandes problemas.

Quem trabalha fazendo entregas sabe o quanto cuidar da moto é importante. Afinal, um dia parado com a moto no conserto significa também um dia sem ganhos – e ninguém quer ser pego de surpresa.

Para evitar que a sua grande companheira de trabalho precise de uma manutenção de moto demorada, o segredo é fazer manutenção preventiva.

Verificar o nível de óleo, lubrificar as correntes e vários outros cuidados podem manter a sua moto top, como se fosse nova. Quer saber mais sobre o assunto? Então, bora lá!

1. Mantenha os pneus sempre calibrados

Uma parada semanal em qualquer posto de combustível para verificar a calibragem dos pneus pode evitar muitos prejuízos, você sabia disso?

Manter os pneus da moto sempre calibrados traz uma série de benefícios, saca só:

  • Evita desgastes e aumenta a vida útil dos pneus;
  • Preserva a estabilidade da moto e torna a direção mais eficiente;
  • Diminui o consumo de combustível.

Antes de calibrar os pneus, é importante checar no manual da moto qual a pressão ideal a ser colocada no momento da calibragem, beleza? Afinal, para cada modelo há uma indicação específica.

2. Faça a lubrificação regular da corrente

Outra dica simples de manutenção de moto, e que pode livrar você de prejuízos, é fazer a lubrificação regular da corrente.

Especialistas recomendam que isso seja feito a cada sete ou dez dias, usando óleo ou graxa em spray – graxa normal e produtos com solvente podem ressecar os seus componentes a médio prazo.

Lembre-se de lubrificar a corrente quando ela ainda estiver quente, para que o óleo seja absorvido com mais facilidade e entre em todos os pontos apertados dos elos. Essa atitude simples aumentará consideravelmente a vida útil da corrente da moto.

Ah, tome sempre muito cuidado para não se queimar enquanto faz isso!

3. Verifique os cabos do freio e embreagem

Não há como pensar em pilotagem segura, sem ter a certeza de que os cabos do freio, embreagem e acelerador estão em boas condições. Para isso, verifique cada um deles a procura por sinais de ferrugem ou pontos desfiados a cada 10 mil quilômetros.

Identificando qualquer um desses sinais, significa que chegou a hora de ir até uma loja específica ou concessionária para fazer a troca.

Além de trocar os cabos em caso de desgaste excessivo, o ideal é verificar e ajustar a folga dos cabos com os manetes e interruptores, para evitar que eles sejam acionados por engano ou em horas erradas. Segurança em primeiro lugar, não é mesmo?

4. Faça a troca de óleo regularmente

Outra dica simples capaz de te poupar gastos com manutenção da moto é fazer a troca de óleo regularmente.

O papel do óleo é melhorar a lubrificação, eliminar partículas metálicas e impurezas do motor, e evitar o atrito entre as peças da moto.

Conforme o óleo vai ficando velho, ele fica mais fluido, e essa função vai se perdendo. O que aumenta o desgaste entre os componentes, a sujeira presente no motor e também as chances da moto dar algum problema.

Para saber de quanto em quanto tempo o óleo precisa ser trocado, e qual óleo utilizar, o ideal é conferir o manual, pois o próprio fabricante da moto indica essas informações.

Durante a troca de óleo, pergunte ao profissional se há a necessidade de substituir também os filtros, beleza?

Por último, mas não menos importante, lembre-se de nunca usar óleo de carro na sua moto e fazer uma verificação semanal do nível de óleo no motor. Afinal, quanto mais você roda, mais rápido será necessário fazer a troca.

Veja também: Filtro de ar e óleo: quando trocar?

5. Tenha atenção aos sinais

Você, entregador (a), passa tanto tempo com a sua moto que não é difícil identificar sinais de que algo está errado, não é mesmo? Por isso, use esse conhecimento a seu favor e evite que pequenos imprevistos se transformem em grandes gastos. Veja:

  • Escutou um barulhinho diferente?

Talvez seja melhor verificar se as pastilhas de freio estão gastas e, em caso positivo, fazer a troca o quanto antes. Se o desgaste atinge o sistema de disco, o conserto fica bem mais caro.

  • Reparou que o combustível está acabando rápido demais?

Pode ser só a qualidade do combustível do lugar escolhido para abastecer, mas também pode ser a vela de ignição precisando de uma troca.

  • A moto está morrendo com frequência?

Não espere a moto deixar de dar partida para fazer a troca da bateria, pois ela costuma dar sinais de que está chegando ao fim. Morrer em marcha-lenta e dar a partida elétrica girando o motor lentamente são alguns deles.

E aí, gostou das dicas rápidas de manutenção de moto? Então, já sabe, quem se previne, além de manter os ganhos, evita prejuízos e conserva a moto como nova por muito mais tempo.

Agora é só escolher o melhor capacete para moto e partir para o abraço! Já aproveita e compartilha com a galera que também faz trampo com entregas, bora fortalecer a categoria. VLW!